Disney diz que acredita que sequestro de filme foi "blefe"

Estúdio acionou o FBI e não pagou o resgate, pedido em Bitcoin

O sequestro digital de um "lançamento" da Disney não passou de blefe. Pelo menos esta é a opinião oficial do estúdio. Em entrevista à revista Vanity Fair, o CEO Bob Iger garantiu que "até onde sabemos, não fomos hackeados".
Segundo ele, a informação de que um dos filmes do estúdio teria sido roubado foi levada a sério e o FBI foi acionado, mas o resgate, pedido em Bitcoin (moeda virtual), não.
Iger informou anteriormente que o estúdio foi avisado que uma produção, cujo nome não teria sido divulgado, estava supostamente nas mãos dos criminosos.
A especulação seria que o filme hackeado seria "Piratas do Caribe: a Vingança de Salazar", o quinto da franquia, que estreou no Brasil nesta quinta. Outro filme que estaria a perigo seria "Carros 3".
No mês passado, a nova temporada da série "Orange Is the New Black" foi sequestrada e colocada online em um serviço de compartilhamento ilegal de arquivos.
Por Messias Bezerra / Notícias ao Minuto

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.