Operação da PF faz busca na casa de Aécio Neves

Operação teve início após a denúncia do delator da JBS, Joesley Batista

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal realizam operação da força-tarefa da Lava Jato desde o início da manhã desta quinta-feira (18), no Rio de Janeiro.
O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a PF a cumprir mandados de busca a apreensão nos apartamentos de pelo menos três alvos: o senador Aécio Neves; a irmã dele, Andrea Neves; e Altair Alves, conhecido por ser braço direito do deputado Eduardo Cunha.
De acordo com o G1, a operação teve início após a delação do dono do frigorífico JBS, Joesley Batista, que entregou à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma gravação do senador Aécio Neves pedindo a ele R$ 2 milhões.
Os agentes começaram a deixar a sede da PF, na Zona Portuária do Rio, por volta das 5h30, para se dirigir até a casa dos alvos. Há mandado de prisão contra o procurador da República Ângelo Goulart Villela e contra o advogado Willer Tomaz, que é ligado a Cunha. 
A operação também cumpre mandados na casa de Aécio em Brasília, e em endereços ligados ao político no Rio de Janeiro e em Belo Horizonte.
[Notícia em atualização] 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.