Ex-galã da Globo dispensa novelas e investe na carreira de apresentador

Há seis anos longe das novelas, Luigi Baricelli nem pensa em retomar esse tipo de trabalho. O ator de 45 anos diversificou sua carreira e hoje atua principalmente como comunicador. Empresário, palestrante e apresentador, Baricelli vive nos Estados Unidos e diz que até recebeu convites para voltar à teledramaturgia. No entanto, atualmente ele prefere se dedicar a projetos mais curtos, como À Primeira Vista, novo reality show que comanda na Band a partir do dia 22.
"Não desisti de ser ator, mas novela tem um longo prazo que é muito mais complicado para mim hoje em dia. Então prefiro fazer coisas de curto prazo, que não atrapalhem meus negócios. Não consigo fazer novela. Até me chamaram, mas não dá para fazer. Por causa das crianças, estou morando nos Estados Unidos e estou trabalhando muito. É um ritmo muito grande", diz Baricelli.
Em Orlando, Estado da Florida, onde vive com a mulher e os três filhos, Baricelli administra uma produtora e uma empresa que desenvolve suplementos alimentares. O ator e apresentador volta ao Brasil frequentemente para dar palestras sobre empreendedorismo e apresentar eventos e programas de TV.
A trajetória de comunicador de Baricelli começou no Domingão do Faustão, em 2008 (ele entregava prêmios do Caminhão do Faustão), e chegou até a TV paga no ano passado. Em setembro de 2016, ele comandou no Fox Life o reality show Escola para Maridos, no qual tentava ajudar casais a resolverem as crises de seus relacionamentos.
Menos de um ano depois, assume outro reality romântico: no À Primeira Vista, o apresentador recebe e conversa com desconhecidos que se inscreveram no site da Band em busca de um par ideal. Os participantes se encontram pela primeira vez em um jantar, e a conversa é toda gravada.
DIVULGAÇÃO/BAND
Luigi Baricelli observa primeiro encontro de casal no reality show À Primeira Vista, da Band
Com dois programas sobre relacionamentos em menos de um ano, Baricelli passou a estudar o comportamento e as químicas cerebrais humanas para entender melhor o assunto.
"Minha experiência é de mais de 20 anos de casado e de estudar a relação humana. É isso que eu tento fazer em todos os lugares onde eu trabalho, como investidor, empresário ou artista", afirma.
"Estudei muito com uma neurocirurgiã as químicas cerebrais. Você começa a entender as relações humanas através disso. O beijo, por exemplo, o toque nos lábios, provoca no cérebro uma sensação de conforto. Mas tudo que acontece na sua vida te ajuda a trabalhar as relações humanas. É a convivência, se você para de aprender você está morto", ensina.
Ao final das gravações do programa, que devem se estender por mais duas semanas, Baricelli voltará para os Estados Unidos. Ele não descarta, no entanto, novas temporadas do À Primeira Vista, continuações do programa e apresentação de novos projetos na televisão.
"Sempre vivi bons momentos como apresentador porque eu me doo para os meus trabalhos. Esse é um momento muito feliz da minha vida, muito bom. Eu gostaria que ele tivesse continuação. Tenho algumas ideias para apresentar, tenho curiosidade e entendo o que dá para se fazer no futuro. Mas tem que esperar a reação do público", conclui, esperançoso.
Por Messias Bezerra / Notícias da TV

Nenhum comentário