Hacker que clonou celular de Marcela Temer tem habeas corpus negado

Silvonei José de Jesus Souza teria chantageado a primeira-dama para não divulgar fotos íntimas

A Justiça de São Paulo negou pedido de habeas corpus feito pela defesa do hacker que clonou o celular de Marcela Temer. Na ocasião, Silvonei José de Jesus Souza teria chantageado a primeira-dama para não divulgar fotos íntimas.
De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, os juízes destacaram que a decisão contra o hacker foi tomada devido “a gravidade dos delitos, que constituem inegável fonte de clamor público”.
Segundo o G1, o hacker teria pedido R$ 300 mil para não vazar fotos íntimas e áudios da primeira-dama. O hacker foi condenado em primeira instância a 5 anos e 10 meses de prisão em regime fechado por estelionato e extorsão. Atualmente, cumpre pena no presídio de Tremembé, no interior de São Paulo.
Por Messias Bezerra

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.