Janot denuncia Temer por corrupção passiva ao STF

Presidente é investigado em caso de pagamento de propina da JBS

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma denúncia contra o presidente Michel Temer pelo crime de corrupção passiva na noite desta segunda-feira (26). As informações são do G1.
Agora, a Corte vai acionar a Câmara, que deverá aprovar a denúncia. Dois terços dos deputados devem votar pela liberação da denúncia para que o caso seja julgado.
A acusação da PGR foi feita com base na delação da empresa JBS e da gravação feita pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da companhia.
Em abril deste ano, o ex-deputado e ex-assessor do presidente Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) foi filmado saindo de um restaurante da capital paulista com uma mala que continha R$ 500 mil.
Para a PGR, o dinheiro tinha como destinatário o presidente Michel Temer e era parte de propina repassada pela JBS para ser favorecida no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em atos para diminuir preço do gás fornecido pela Petrobras a uma termelétrica da empresa.
Para Janot, a ligação de Rocha Loures com Michel Temer foi comprovada numa conversa gravada, em março, na qual o presidente indica o ex-deputado como pessoa de sua "mais estrita confiança" para Joesley Batista discutir problemas enfrentados pela empresa no governo.
A defesa de temer afirma que o presidente "simplesmente ouviu" reclamações do empresário, sem conceder benefícios do governo para ajudá-lo. O presidente tem negado todas as acusações dos delatores e disse que não renunciará ao mandato.
Por Messias Bezerra / Notícias ao Minuto

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.