Maioria do STF decide manter Fachin na relatoria do caso JBS

Seis ministros também votaram pela preservação dos benefícios dos delatores

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou nesta quinta-feira (22) para que o Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, fique na relatoria do caso envolvendo a denúncias de donos da JBS.
Seis dos 11 ministros também se manifestaram a favor da preservação – no momento da homologação pelo juiz responsável – dos benefícios para delatores negociados pelo Ministério Público Federal (MPF).
O julgamento, que começou na quarta-feira (21), foi motivado por solicitação do governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB). Ele pedia o sorteio da relatoria das investigações da JBS para outros ministros – que não Edson Fachin – por interpretar que as denúncias das delações da JBS não têm relação com a Petrobras (principal objeto de investigação da Lava Jato).
Já votaram os ministros Edson Fachin; Alexandre de Moraes; Luís Roberto Barroso; Rosa Weber; Luiz Fux e Dias Toffoli.
Por Messias Bezerra / Notícias ao minuto
OUÇA NOSSA RÁDIO CLICANDO NO RADIOSNET

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.