Ponte Preta vence por 1 a 0 e freia reação do São Paulo

O artilheiro da equipe, Lucca, foi quem anotou para o time da casa


A Ponte Preta derrotou o São Paulo por 1 a 0 neste domingo (4) no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. O artilheiro da equipe, Lucca, foi quem anotou para o time da casa -terceiro gol do atacante em quatro jogos. Contra o Atlético-MG, na última partida, marcou os dois gols da equipe.
O São Paulo, que pretendia confirmar a boa fase após duas vitórias seguidas -contra Avaí e Palmeiras- perdeu a chance de colar na liderança do campeonato. Com 6 pontos, permanece na posição intermediária da tabela. A Ponte, que esperava se recuperar após dois jogos sem vitória, chega aos 7 pontos.
A PARTIDA
O São Paulo começou bem, mas caiu de rendimento ao longo da primeira etapa. Nos primeiros 15 minutos, parecia prestes a marcar a qualquer minuto. Algumas boas jogadas de Lucas Pratto e Cícero quase abriram o placar.
Quando a Ponte tentava chegar ao ataque, as interceptações são paulinas rapidamente colocavam a bola no campo adversário. Jucilei, participativo, foi o responsável por armar os contra-ataques.
Após a grande movimentação inicial, a equipe do São Paulo recuou a marcação e apostou na velocidade para alcançar Pratto. Encontrou espaços na defesa na equipe de Campinas pela direita e acionou Marcinho com frequência para furá-la.Resistindo à força ofensiva do adversário nos primeiros minutos, a Ponte equilibrou o jogo. Apesar disso, não conseguiu avançar demais. O São Paulo permaneceu no ataque. Sem levar perigo, parecia satisfeito em afastar a Ponte Preta de seu campo.
Na volta do intervalo, a equipe do São Paulo manteve o mesmo ritmo do fim da primeira etapa. Não demorou a levar gol. Aos 5, Lucca recebeu bola sem marcação dentro da área e, de primeira, deu um forte tapa para o fundo das redes. Terceiro gol do atacante em quatro jogos.
O gol deu mais confiança aos jogadores da casa, que arriscaram mais chutes à meta de Renan. Aranha, por sua vez, fez sua primeira defesa na etapa complementar aos 21 min.
Rogério Ceni teve de mexer no time após o gol. O meia Thomaz, escalado no lugar de Cueva, cortado por receio da comissão técnica de que medicamento usado no atleta pudesse ser caracterizado como doping, foi substituído pelo atacante Gilberto.
A Ponte Preta se mostrou bem melhor no segundo tempo. O São Paulo, sem forças, perdeu o controle do meio de campo. Pratto precisou recuar para tentar armar a equipe.
Com a pressão do relógio para os são paulinos, o jogo voltou a esquentar nos minutos finais. Os visitantes até finalizaram algumas vezes, com certo perigo, mas o placar fechou favorável à Ponte Preta.
O São Paulo volta a campo contra o vitória, no Morumbi, na quinta-feira (8). A Ponte enfrenta o Atlético-GO no mesmo dia, em Goiás.
PONTE PRETA
Aranha; Jeferson (Emerson Sheik), Marllon, Rodrigo e João Lucas; Wendel, Nino Paraíba, Elton, e Léo Artur; Lins e Lucca. T.: Gilson Kleina.
SÃO PAULO
Renan; Rodrigo Caio, Lucão (Bruno) e Maicon; Marcinho (Léo Natel), Jucilei, Cícero, Thomaz (Gilberto) e Júnior Tavares; Luiz Araújo e Pratto.T.: Rogério Ceni
Árbitro: Rodolpho Taski Marques (Fifa-PR),Auxiliares: Bruno Boschilia (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)Público e renda: 5.711 e R$ 171.495,00Cartões amarelos: Wendel (Ponte Preta); Renan Ribeiro, Rodrigo Caio, Maicon e Marcinho (São PauloGols: Lucca (Ponte Preta), aos 5 minutos do segundo tempo. Com informações da Folhapress. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.