31 depoimentos em 4 dias: Moro ouve testemunhas de Lula - MBRADIO POP

31 depoimentos em 4 dias: Moro ouve testemunhas de Lula

O rito para a oitiva das testemunhas foi motivo de discórdia entre Moro e Lula

O juiz Sérgio Moro terá uma agenda intensa nos próximos dias. Entre os dias 3 e 6 de julho, ele deverá ouvir o relato de 31 testemunhas de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
O petista é acusado pelo Ministério Público Federal de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Os promotores o acusam de receber vantagens indevidas, como o terreno do Instituto Lula, em troca de três contratos da Odebrecht com a Petrobras.
 A defesa de Lula nega as acusações.
O rito para a oitiva das testemunhas foi motivo de discórdia entre Moro e Lula. Ao todo, Lula indicou 87 testemunhas de defesa — e Moro convocou Lula para participar de todos os depoimentos.
Contudo, posteriormente o Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4), responsável pelo caso em segunda instância, retirou a exigência da presença do ex-presidente em todos as audiências.
O deputado federal Ságuas Moraes (PT-MT) considera o procedimento normal já que as participações de testemunhas de defesa costumam ser "pontuais" e "curtas".
Para o congressista ouvido com exclusividade pela Sputnik Brasil, é difícil prever o resultado do processo, mas as recentes decisões do Supremo Tribunal Federal (STF), como a resolução de devolver o mandato ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) e soltar o deputado federal Rocha Loures, podem indicar que Brasília não concorda com todas as decisões tomadas pela Lava Jato.
"As posturas do STF têm questionado algumas ações dele [Moro], isso de certa forma pode dizer o seguinte: ‘Se você fizer, a gente desmancha aqui, porque você está atropelando a regra'. A ponto do Gilmar Mendes dizer que em Curitiba existe uma lei própria do Judiciário." Com informações do Sputnik Brasil.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.