9 motivos para ver o novo filme do Homem-Aranha

Estreia no dia 6 de julho o primeiro filme-solo do Homem-Aranha sob a tutela da Marvel, “Homem-Aranha: De Volta Ao Lar”. O personagem, vivido por Tom Holland, fez sua estreia no filme “Capitão América: Guerra Civil” e, agora, retorna à vida de estudante após a grande batalha que separou definitivamente os Vingadores.
Confira 9 motivos para assistir a esse lançamento:

Sequência de abertura


© Fornecido por Editora Dansville do Brasil Ltda

Sem revelar detalhes do filme, avisamos os fãs para não chegarem atrasados à sessão, pois a sequência de abertura de “Homem-Aranha: De Volta Ao Lar” vai ser o melhor momento do seu dia. Quer uma dica? Ela tem relação com os eventos de “Capitão América: Guerra Civil”.

Tom Holland


© Fornecido por Editora Dansville do Brasil Ltda

“De Volta Ao Lar” não teria metade do seu apelo se não fosse pelo carisma e pela competência de Tom Holland. Seu Peter Parker é tudo o que os fãs esperam de um Homem-Aranha: juvenil e inocente, mas também nerd (no sentido de ser inteligente e de gostar de coisas geeks) e altruísta, com um desejo puro de ajudar (e de agradar) os outros. Ele faz a expressão “amigão da vizinhança” fazer sentido.
Mas não é no humor e na simpatia que Holland se revela como ator: há uma cena em particular, na virada para a terceira parte do filme, em que podemos sentir o desespero e a dor do personagem sem sequer vê-lo. É aí que percebemos que Holland pode elevar os filmes de super-heróis a outro nível.

Vida escolar


© Fornecido por Editora Dansville do Brasil Ltda

Um dos motivos pelos quais o público ama o Homem-Aranha é que ele é o mais jovem entre os heróis da linha de frente da Marvel e, consequentemente, tem toda uma vida escolar para equilibrar com a rotina de super-herói. No filme, a escola cumpre um papel muito importante na formação de Parker e, inclusive, funciona como apoio para as tecnologias que ele precisa para manter sua segunda identidade. Seu melhor amigo e seu “crush” também são estudantes e o próprio nome do filme (“homecoming”, em inglês) faz referência a uma festa tradicional realizada pelas escolas americanas.

Vilão pé-no-chão


© Fornecido por Editora Dansville do Brasil Ltda

Michael Keaton, nem é preciso dizer, é um dos pontos altos do filme, mas o motivo não é apenas a qualidade assombrosa de sua atuação – mas o fato de que seu personagem é um vilão real, com motivações reais e que exprime uma ameaça real. Ele seria igualmente assustador se não vestisse uma armadura de abutre, e prova disso é que sua cena mais arrepiante acontece sem que ele ou Peter Parker estejam vestindo qualquer uniforme.

Conflitos da vida real


© Fornecido por Editora Dansville do Brasil Ltda

O filme acerta em cheio ao colocar para Parker desafios que não são apenas “lutas contra vilões” ou “atos heroicos para proteger o mundo”, mas sim desafios comuns que todo adolescente enfrenta nessa fase de amadurecimento (mesmo que envoltos num contexto fantástico). Vemos Peter, por exemplo, encarar a relação com Tony Stark como um “estágio” – e cometer erros, ser ingênuo e inexperiente.
Vemos o medo de se aproximar da garota mais velha, mesmo que ela lhe dê toda a abertura, e seu pavor diante da possibilidade de conhecer seus pais. Mesmo sendo um herói, ele é inseguro na hora de mostrar autoridade e, mesmo sendo um gênio, tem seus momentos de dúvida sobre a necessidade de completar os estudos. Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades, mas com o fim da adolescência também.

Roupa high-tech


© Fornecido por Editora Dansville do Brasil Ltda

Ser o pupilo de Tony Stark tem suas vantagens, e uma delas é uma roupa com muito mais funcionalidades do que aparenta. Além de soltar (diferentes tipos de) teia, ela também pode ter um paraquedas embutido, mini-aranhas para rastreamento de vilões, sensor para ouvir inimigos à distância e até uma função especial para interrogatórios que, acreditem, é a melhor coisa que Stark poderia ter inventado.

Zendaya


© Fornecido por Editora Dansville do Brasil Ltda

Desde que a atriz e musicista Zendaya foi anunciada como parte do elenco de “Homem-Aranha: De Volta Ao Lar”, o público ficou enlouquecido querendo saber qual seria sua personagem. A boa notícia é que ela aparece bastante, rende ótimas risadas e, apesar de não ter uma relevância direta na história, é uma personagem construída com carinho que provavelmente voltará com mais força no futuro.

Outros Vingadores


© Fornecido por Editora Dansville do Brasil Ltda

Tony Stark é quem faz a ponte entre o universo dos Vingadores e o do Homem-Aranha, portanto, nada mais adequado do que ele ter uma presença constante neste filme (mas nem tão constante quanto vocês imaginam). O que ninguém imaginava era que outro Vingador também teria um papel na história – com participações pontuais e brilhantemente inusitadas. Não vamos revelar quem é para não estragar a surpresa!

Cena pós-créditos


© Fornecido por Editora Dansville do Brasil Ltda

E, já que estamos falando de momentos inusitados, não podemos deixar de recomendar que vocês aguardem até o final dos créditos. Há duas cenas após o filme e a segunda delas é, finalmente, uma que vale a espera. 
Por Messias Bezerra / MSN

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.