Botafogo vira sobre Coritiba e entra no G-6

Com Rodrigo Pimpão poupado, o técnico Jair Ventura surpreendeu ao entrar em campo com Gilson de titular no meio de campo

Botafogo vira sobre Coritiba e entra no G-6
O Botafogo deu importante passo neste domingo (24) ao vencer o Coritiba por 3 a 2, de virada, no Couto Pereira. O triunfo foi importante por dois motivos. Primeiro para curar a 'ressaca' após a eliminação para o Grêmio nas quartas de final da Libertadores. Depois, porque o time ultrapassou o Flamengo e entrou no grupo de classificação para a competição internacional em 2018.
O JOGOO
Os gols de Roger, Guilherme e João Paulo (Werley e Carleto fizeram para o Coritiba) fizeram o Botafogo chegar aos 40 pontos e pular para a 6ª posição. O time carioca volta a campo no domingo, às 11h, quando receberá o Vitória, no Nilton Santos (Engenhão). Já o Coritiba se mantém com 27 pontos na 18ª colocação. Os paraenses, agora, visitam o Bahia, em Salvador, no sábado.
Após a eliminação na Libertadores, o Botafogo precisava mostrar que não sentiu o peso da queda. Mas não foi o que aconteceu. O time estava visivelmente abatido e não conseguia imprimir as mesmas qualidades que o caracterizaram na temporada. Mesmo apagado, o Botafogo teve a melhor chance do jogo com o seu "homem-gol", aos 17min. Roger, no entanto, não aproveitou contra-ataque puxado por Arnaldo e chutou para fora, sem exigir defesa do goleiro Wilson.
Melhor na partida, o Coritiba pressionava o Botafogo e abusava dos cruzamentos na área. Em um deles, a bola bateu no braço de Rodrigo Lindoso e pênalti foi marcado. Carleto havia batido as quatro penalidades no canto direito e manteve. Melhor para Gatito, que defendeu a oitava cobrança em 13 batidas contra ele na atual temporada.
Se Gatito Fernandes fez de tudo para manter o zero no placar, o mesmo não se pode dizer do restante do time. Dois minutos após o goleiro do Botafogo pegar a cobrança de Carleto, o Coritiba abriu o placar. E não poderia ser de outra forma: jogada aérea. Em cobrança de falta do lateral esquerdo, Werley subiu mais que os alvinegros e testou com precisão, sem chances para o paraguaio: 1 a 0, aos 36min.
Na primeira oportunidade de gol do Botafogo, Roger perdeu gol ao finalizar para fora. Na segunda, não houve perdão. Aos 11min, o atacante aproveitou cruzamento de João Paulo e cabeceou com perfeição para encobrir o goleiro Wilson. Na comemoração, o camisa 9 foi discreto, ainda sentido com a eliminação do time na Libertadores.
Com Rodrigo Pimpão poupado, o técnico Jair Ventura surpreendeu ao entrar em campo com Gilson de titular no meio de campo. O lateral esquerdo teve desempenho regular e foi substituído por Guilherme na etapa complementar. E o atacante mostrou estrela ao marcar o gol da virada do Botafogo em seu primeiro toque na bola, após passe de Bruno Silva.
Após sofrer a virada, o Coritiba sentiu o clima pesar. As arquibancadas viraram um palco de protestos, e o nervosismo tomou conta dos atletas. Quem também tomou conta foi o Botafogo, que tentava o terceiro gol para 'matar' o jogo. Mas aí brilhou a estrela de Wilson, que realizou ao menos três grandes defesas.
Na base da raça, o Coritiba conseguiu reagir. Sempre com as bolas paradas de Thiago Carleto. O lateral esquerdo arriscou falta de longe e bateu com muita violência no canto esquerdo de Gatito, que não conseguiu fazer a defesa, aos 37min do segundo tempo.
Mas o dia não era do Coritiba. Após arrancar empate, o time sofreu o gol da derrota no minuto seguinte. A bola foi jogada para área, João Paulo brigou e conseguiu finalizar sem chance para Wilson. Vitória do coração no Couto Pereira. (Folhapress)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.