Fábio lembra lesão: 'Falaram que eu não jogaria mais em alto nível'

Questionado sobre a estratégia usada na disputa por pênaltis, Fábio disse ter estudado os batedores

Fábio lembra lesão: 'Falaram que eu não jogaria mais em alto nível'
Herói do título do Cruzeiro na Copa do Brasil, nesta quarta-feira, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte, o goleiro Fábio festejou muito a conquista graças à sua defesa na cobrança do meia Diego. Isso porque o jogador passou muito tempo fora do time titular por causa de uma ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho direito, sofrida em agosto de 2016.
"Primeiramente é Deus direcionando, junto com trabalho do Robertinho (preparador de goleiro) e dos vídeos que a gente tem. Mas na hora tem que decidir se vai continuar fazendo o que viu no vídeo ou tem hora que você alterna um canto ou outro porque no vídeo tem três opções. O cara bate na esquerda, direita, no meio, tem que Deus direcionar. Nação azul pode comemorar porque o Cruzeiro é penta", festejou o goleiro."Deus é sempre fiel. Ano passado foram momentos de muita luta, mas de onde tirei muitas lições. Mas Deus que determina até o dia que vou continuar jogando e ele que vai justificando dentro de campo. Muitos falaram que eu não ia jogar mais, que não tinha condição de jogar em alto nível, mas quero dizer que não deixem de sonhar porque Deus realiza sonhos ainda e isso que estou vivendo hoje é para você que está me vendo. Deus realizou mais um sonho em minha vida", disse Fábio, ainda no gramado, em entrevista ao canal SporTV.
A conquista desta quarta-feira foi a quinta do Cruzeiro na Copa do Brasil, igualando o Grêmio como o maior vencedor da história da competição. Para Fábio, foi o segundo título do torneio. Ele soma ainda dois Campeonatos Brasileiros e cinco taças do Campeonato Mineiro.
Por Messias Bezerra

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.