Ceará tem 7º melhor desempenho e cria 2.161 vagas de trabalho em setembro

Números consolidam quarto mês seguido de alta nos empregos com carteira assinada no Ceará.

O Ceará criou 2.161 vagas de trabalho a mais do que demitiu em setembro e consolidou o quarto mês seguido de geração de empregos formais, em que o trabalhador tem carteira assinada. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (19) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego.
A alta no estado foi puxada principalmente pelo setor agropecuário, que abriu 767 vagas a mais do que demitiu. Também tiveram alta indústria da transformação (com saldo positivo de 636 vagas) e comércio (523). O setor de serviços teve baixa, com perda de 179 postos de trabalho.
Em todo o Brasil, o mês de setembro fechou com crescimento de 34.392 postos de trabalho, aumento de 0,1% em relação ao estoque do mês anterior.
O resultado de setembro foi proporcionado pela diferença entre 1.148.307 admissões e 1.113.915 desligamentos. No acumulado do ano, o saldo positivo chega a 208.874 empregos, com aumento de 0,5% em relação ao estoque de dezembro de 2016.
Quarto mês seguido de alta
Este foi o quarto mês seguido de alta nos empregos formais no Ceará. Em junho, acabando uma sequência de três meses de queda, foram criados 133 postos de trabalho com carteira assinada. No mês seguinte, foram 1.871 vagas criadas a mais que o número de demissões no estado, conforme dados oficiais do Caged.
Já em agosto o Ceará teve o terceiro melhor desempenho de todo o país, com criação de 4.975 novas vagas de emprego. Foram contabilizadas no Ceará 36.440 admissões e 31.465 desligamentos, o que significa um crescimento de 0,43% em relação ao estoque do mês anterior.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.