Chape marca no início dos dois tempos e vence o Flu sem dificuldade

Com a vitória, clube saltou para a 11ª posição, com 38 pontos

Chape marca no início dos dois tempos e vence o Flu sem dificuldade
Em um duelo de duas equipes que brigam para se distanciar da zona da degola do Brasileiro, a Chape venceu o Fluminense por 2 a 0, com gols de Arthur e Wellington Paulista, e deu uma boa respirada na tabela de classificação.
Com a vitória, a Chapecoense saltou para a 11ª posição, com 38 pontos. O Tricolor tem a mesma pontuação, mas caiu para o 13º posto. Na quarta, o Flu volta suas atenções para encarar o rival Flamengo, em jogo válido pela Sul-Americana. A Chape tem um bom tempo livre de treinos até sábado, quando pega o Atlético-PR, na rena da Baixada.Melhor postado em campo, o time da casa fez por merecer a vitória diante de um adversário lento e muito pouco inspirado.
A Chapecoense entrou em campo de maneira avassaladora na Arena Condá. Logo os três minutos, Reinaldo cruzou para Artur, que cabeceou e abriu o placar.
Estático em campo, o Flu pouco fez para furar o bom bloqueio dos donos da casa, e ainda sofreu demais com os sucessivos erros de passes. Sem Sornoza, coube a Gustavo Scarpa tentar conduzir a equipe, mas o camisa 10 não foi eficiente o bastante.
Mais ligada em campo, a Chape tomou conta das ações e esteve muito mais próximo de marcar do que de levar um gol. Não fosse Cavalieri, o time teria ampliado com Wellington Paulista e Amaral. A única chance criada pelo Flu em 45 minutos foi com Marlon Freitas, que perdeu gol praticamente sem goleiro.
A Chapecoense tratou de liquidar a fatura logo com um minuto. Mais uma vez em uma bola alçada à área tricolor, a Chape levou vantagem e marcou. Desta vez, Reinaldo bateu escanteio bem fechado, e Wellington Paulista empurrou para dentro após confusão na pequena área tricolor.
Com uma vantagem confortável, a Chapecoense seguiu senhora na partida. Bem fechada na defesa, a Chape esperou as brechas do Fluminense, que foi um rival que teve a bola, mas não conseguiu ser efetivo em momento algum.
Diante deste cenário, coube aos mandantes fazer o jogo que lhes cabia: tocar a bola, fazer o tempo correr e esperar o Tricolor vir para cima. Com uma estratégia bem montada e segura, o Alviverde não teve maiores dificuldades para segurar a vantagem e sair da Arena Condá com os três pontos.
Chapecoense
Jandrei; Apodi, Douglas, Fabrício Bruno e Reinaldo; Amaral (Elicarlos), Moisés Ribeiro, Canteros e Luiz Antônio; Arthur (Lucas Mineiro) e Wellington Paulista (Júlio César).
T.: Emerson Cris
Fluminense
Diego Cavalieri; Lucas, Gum, Reginaldo e Marlon; Richard (Robinho), Marlon Freitas, Wendel e Gustavo Scarpa (Luquinhas); Marcos Jr. (Romarinho) e Peu.
T.: Abel Braga
Árbitro: Claudio Francisco Lima Silva (SE)
Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fabio Pereira (TO)
Público/Renda: 10.010 (total)/R$ 206.299,00
Cartões amarelos: Douglas (CHA), Gum (FLU)
Gols: Arthur (CHA), aos 3 minutos do primeiro tempo; Wellington Paulista (CHA), a 1 minuto do segundo tempo.
Com informações da Folhapress.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.