Cueva se recupera no São Paulo, e Dorival faz apelo à seleção peruana

"Com o Cueva em campo, é natural que tenha um crescimento muito grande, ele proporciona um crescimento", disse o treinador

Cueva se recupera no São Paulo, e Dorival faz apelo à seleção peruana
A atuação desequilibrante de Christian Cueva na vitória por 2 a 1 contra o Atlético-PR, na noite de sábado (14) no Pacaembu, marcou um novo momento alto para o peruano. Acostumado a momentos de alta no São Paulo e outros nem tanto, como o que viveu entre o fim do trabalho de Rogério Ceni e o início de Dorival Júnior, o camisa 10 decidiu: assistências perfeitas para Pratto e Maicosuel, o que reforçou sua importância.
De volta das eliminatórias, em que contribuiu para que o Peru alcançasse uma vaga na repescagem, ele fez o que dele se espera com a camisa tricolor. São cinco partidas seguidas de invencibilidade, com três vitórias e dois empates, quando ele está em campo.Sem Cueva na última quarta-feira (11), o São Paulo teve o argentino Jonathan Gómez em partida discreta e fez um de seus piores jogos nos últimos tempos.
O treinador são-paulino, acostumado a fazer elogios ao jogador que viveu problemas internos no clube, reforçou esse coro depois da vitória que levou sua equipe para a 11ª posição do Brasileirão.
"O Cueva é muito diferenciado e tenho uma atenção maior com ele, um cuidado. Foi assim desde o primeiro instante, em todos jogos que ele pode participar teve uma produção muito boa. A equipe está se conhecendo dentro da competição, é muito difícil conseguir que o conjunto se mantenha por 90 minutos e prevaleça sobre o adversário. Com o Cueva em campo, é natural que tenha um crescimento muito grande, ele proporciona um crescimento", comentou Dorival.
O treinador já fez uma projeção para o próximo mês e demonstrou preocupação, já que a tendência é ficar sem Cueva por quatro jogos.
O Peru enfrenta a Nova Zelândia em dois jogos pela repescagem na Copa do Mundo: o primeiro confronto, no dia 11 de novembro, será na Oceania, já o segundo, no dia 15 de novembro, foi marcado para Lima.
A tendência, conforme comentou Dorival Júnior, é que o clube tenta negociar a presença de Cueva na partida contra o Atlético-GO, marcada para o dia 6 de novembro, em Goiânia. Mesmo assim, o peruano não atuaria em outros três jogos: Chapecoense (em casa 09/11), Vasco (fora 12/11) e Grêmio (fora 15/11).
"Será um desfalque muito sério para quatro partidas vamos e tentar uma composição para ver se poderemos tê-lo em uma ou duas dessas", disse.
Dorival ainda reconheceu que o desempenho com a camisa peruano é um modelo para Cueva. "O são-paulino conhece o Cueva da seleção peruana, sabe o que ele pode produzir no São Paulo", resumiu.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.