Medina é o surfista da elite mundial que mais lucrou em 2017; confira

O brasileiro, que ocupa a vice-liderança do ranking da WSL, faturou cerca de R$ 1,1 milhão na atual temporada

Medina é o surfista da elite mundial que mais lucrou em 2017; confira
Gabriel Medina é o surfista da elite do World Championship Tour que mais faturou em 2017. Segundo um levantamento do jornal “Extra”, o brasileiro recebeu US$ 358.250,00, algo em torno de de R$ 1,1 milhão, em premiações. O segundo lugar entre os atletas que mais lucraram é de outro brasileiro: Filipe Toledo, o Filipinho. Ele já US$ 293 mil (R$ 948 mil).
Medina, que nesta quarta-feira (25), foi campeão da etapa Portuguesa do Mundial de Surfe, a penúltima da temporada, está na vice-liderança do ranking, atrás de John John Florence, seu principal concorrente pelo título de 2017. Antes de vencer em Peniche, o surfista do litoral de São Paulo levantou o troféu da etapa francesa.
O campeão mundial de 2017 será conhecido em Pipeline (Havaí), em dezembro.
Confira abaixo o top-10 dos surfistas que mais faturaram na temporada 2017 no Mundial de Surfe:
1º - Gabriel Medina (BRA) - US$ 358,250 - posição no ranking (2º)
2º - Filipe Toledo - (BRA) - US$ 293,000 - posição no ranking (9º)
3º - Jordy Smith - (África do Sul)  - US$ 272,750 - posição no ranking (3º)
4º - Julian Wilson - (AUS) - US$ 265,750 - posição no ranking (4º)
5º - John John Florence - (HAV) - US$ 256,000 - posição no ranking (1º)
6º - Matt Wilkinson - (AUS) - US$ 248,250 - posição no ranking (6º)
7º - Owen Wright - (AUS) - US$ 212,250 - posição no ranking (5º)
8º - Adriano de Souza - (BRA) - US$ 209,250 - posição no ranking (7º)
9º - Kolohe Andino - (EUA) - US$ 191,750 - posição no ranking (8º)
10º - Adrian Buchan - (AUS) - US$ 164,750 - posição no ranking (16º).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.