Anitta desmente acusação sobre uso de cocaína: 'Calúnia absurda'

A socialite Day McCarthy também atacou Titi, filha de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank

Anitta desmente acusação sobre uso de cocaína: 'Calúnia absurda'

A cantora Anitta, 24, emitiu nota por meio de sua assessoria repudiando as acusações feitas pela socialite Day McCarthy de que ela seria usuária de cocaína, nesta segunda-feira (27).
"Anitta lamenta profundamente que calúnias absurdas a seu respeito provenientes de correntes de seguidores e likes em redes sociais possam tirar o foco do preconceito, do crime repugnante de racismo e homofobia praticado contra crianças", diz o comunicado.
Neste domingo (26), após atacar Titi, 4, filha dos atores Bruno Gagliasso, 35, e Giovanna Ewbank, 31, com ofensas racistas, McCarthy divulgou um vídeo no Instagram dizendo que Anitta "cheira pó". "Cheirou pó na minha frente, eu ainda filmei, sem querer. E se me irritar muito eu posto o vídeo mesmo."
Ainda de acordo com a nota divulgada em nome de Anitta, a cantora "se solidariza com todos os que sofrem ataques virtuais por meio das redes sociais e repudia qualquer tipo de preconceito, homofobia, racismo, injúria e mentira."
JUSTIÇA 
Sem a mulher e acompanhado de Luana Génot, fundadora e diretora executiva do Instituto Identidades do Brasil, Gagliasso prestou queixa contra McCarthy, que é brasileira, mas mora no Canadá, na DRCI (Delegacia de Repressão a Crimes de Informática). 
"O inquérito já foi aberto. Essa pessoa vai ser chamada para prestar depoimento. Apesar de parecer que ela está fora do Brasil, a lei penal é aplicada a ela mesmo assim. Ela responde por todos os crimes cometidos contra a filha de Gagliasso", disse a delegada Daniela Terra em entrevista a jornalistas.
A assessoria de Anitta não respondeu se a cantora, assim como fez Gagliasso, também acionará a Justiça contra McCarthy. Com informações da Folhapress. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.