Atletas do Corinthians fazem a festa no vestiário com gol do Vasco contra o Santos

Assim que a notícia chegou ao vestiário, ouviu-se uma grande comemoração dos atletas, que passaram pela zona mista sem falar após a celebração

False
Os jogadores do Corinthians já deixaram o gramado da Arena da Baixada radiantes pela vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR, mas uma explosão de alegria foi percebida quando o elenco recebeu a notícia do segundo gol do Vasco sobre o Santos, em duelo disputado na Vila Belmiro. Com o triunfo vascaíno, o Peixe ficou agora seis pontos atrás do Timão, algo que parecia longe de acontecer quando Fábio Carille comentou a situação da equipe.

Sempre cauteloso para tratar do tema, o treinador falou com a imprensa quando o rival ainda vencia os cariocas por 1 a 0, na Vila Belmiro, mantendo seis pontos de diferença. No momento em que respondia, o Cruz-Maltino anotou o gol de empate, mas a informação não chegou ao comandante, que preferiu voltar ao mantra do “jogo a jogo” para projetar o futuro.
“A gente ficou pronto para fazer o jogo de hoje (quarta), agora nos preparar para sábado. Vamos esperar terminar a rodada, uma vantagem considerável. Se estamos liderando a tantas rodadas é porque há uma capacidade para isso, Outras equipes oscularam também, preparação e foco total para o jogo contra o Avaí no sábado agora”, avaliou Carille.

Depois que ele deixou a sala de imprensa da Arena da Baixada, porém, o Vasco conseguiu uma improvável virada na casa santista, com gol anotado por Nenê. Assim que a notícia chegou ao vestiário, ouviu-se uma grande comemoração dos atletas, que passaram pela zona mista sem falar após a celebração.

“Nós temos uma a mais do que o Santos, isso faz muita diferença. Mas vamos falar só do próximo jogo, para terminar bem e deixar rodada a rodada para que a gente possa confirmar esse nosso ano maravilhoso”, continuou o técnico, que abriu oito pontos de vantagem sobre o Grêmio, novamente o segundo.

Agora com 65 pontos conquistados na tabela de classificação, o Timão enfrenta no sábado o Avaí, às 19h (de Brasília), no estádio de Itaquera. Sem tempo para treinar, ele deixou claro que provavelmente não levará os atletas a campo e pediu concentração total diante dos catarinenses.

“O campeonato é de superação, chega numa fase do ano que não tem mais o que treinar. Quem eu colocar pode não render bem, mas sabe exatamente o que tem que fazer. Tempo menor de recuperação, vai ser isso mesmo para o sábado também. Agora é salvar energia para que tenha o gás de fazer um grande jogo no sábado”, observou Carille, reconhecendo ainda que, por sorte, não fez a terceira alteração antes da lesão do goleiro Walter.
“Alguns de vocês devem ter observado que o (Fellipe) Bastos estava para entrar. Não gosto de falar muito de sorte, gosto de falar de trabalho, mas, se é no lance seguinte, provavelmente eu não teria a terceira substituição. Senti o Rodriguinho desgastado ali, ia fechar três volantes com o Fellipe. Graças a Deus tínhamos a última substituição, por um lado, muito triste, pelo outro, por perder o Walter”, concluiu.

Por Messias Bezerra Fonte: FoxSports

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.