Justiça terá que 'entregar' outra cabeça após prisão de Lula

Próximos da linha de tiro depois da prisão de Lula seriam o presidente Michel Temer, que deixa o cargo em dezembro deste ano, e o senador Aécio Neves

O presidente Michel Temer e o senador Aécio Neves podem ser os próximos alvos do Judiciário após a prisão de Lula. Pelo menos é esta a sensação que corre no universo político brasileiro, segundo informações da colunista Monica Bergamo, da Folha de São Paulo. Nos bastidores políticos, corre a notícia de que a Justiça pode ser pressionada a 'entregar' outra cabeça, tão coroada quanto a do ex-presidente e também envolvida em processos.
A ordem de prisão do líder petista foi determinada em tempo recorde pelo juiz federal Sérgio Moro na última quinta-feira (5) um dia após a decisão deliberada pelo Supremo Tribunal Federal, que por um placar de 6x5 negou o recurso de habeas corpus solicitado pela defesa de Lula, abrindo caminhos para a sua prisão após condenação em segunda instância. 
Logo, os próximos da linha de tiro depois da prisão de Lula seriam o presidente Michel Temer, que deixa o cargo em dezembro deste ano, e o senador Aécio Neves, ambos envolvidos em acusações fruto de desdobramentos da Operação Lava Jato.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.