Uefa ameaça punir clubes europeus em caso de criação de um novo torneio continental

Na nota, a Uefa diz ter o apoio das federações e ligas da Inglaterra, Espanha, Itália, além da Fifa, para barrar a iniciativa dos clubes. A Uefa diz que “o projeto se baseia no interesse de alguns clubes em um momento em que a sociedade precisa mais do que nunca da solidariedade”. Os clubes da Alemanha e da França, como o PSG e o Bayern de Munique, finalistas da última edição da Liga dos Campeões, são contra a iniciativa da superliga.

Segundo a reportagem do jornal norte americano, pelo menos 12 times se inscreveram como membros fundadores ou manifestaram interesse em ingressar no grupo separatista, incluindo seis times da Premier League da Inglaterra, três da Espanha e três da Itália. Até agora, nenhum clube se pronunciou oficialmente.

Em janeiro, a Fifa rejeitou a Superliga Europeia e disse que clubes e jogadores seriam banidos de torneios. Antes, em dezembro, o jornal espanhol “Marca” revelou que a Champions poderia mudar de formato em 2024 e teria seis grupos de seis times. O projeto da Uefa seria uma resposta à Superliga e pretendia dar aos clubes mais jogos e receita.

O anúncio da criação de uma nova competição organizada pelos grandes clubes da Europa é um duro golpe na Uefa, que pretendia anunciar nesta segunda novidades na próxima edição da Liga dos Campeões. Segundo a reportagem do jornal americano, o novo torneio criado pelos clubes rebeldes contaria com 16 clubes permanentes, semelhantes ao modelo de franquia das grandes ligas dos Estados Unidos.

Outros quatro times se classificariam numa eliminatória. Pelo modelo apresentado, os clubes seriam divididos em dois grupos de 10, com os quatro melhores times de cada grupo se classificando para a fase de mata-mata, culminando em uma final que aconteceria em um fim de semana.

A Uefa não descarta entrar na Justiça contra os clubes rebeldes. “O futebol é baseado em competições abertas e mérito esportivo; não pode ser de outra maneira”, diz a nota da entidade que comanda o futebol na Europa. A Uefa ameaçou também punir os atletas dos clubes de não participarem de competições internacionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *